sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A noite do amor

Noite fria, Noite bela.
Ouvi lindas palavras,
E não foi de um poeta.
Não foi de um escritor,
Não era de um filme ao fundo da televisão;

Foi do meu amor...

Senti a infinda sensação de ser amada,
E não foi um sonho.
Nem foi um delírio da minha insônia,
Nem mais uma entre os nossos inúmeros momentos;


Foi tão real quanto às estrelas que da janela testemunhavam nosso desejo...


Guardei cada instante dessa noite
Noite fria ,Noite bela.
Que nos embalava,
Que nos desprendia,
Do tempo, do mundo;

A sete chaves bem aqui... No coração e na poesia!

Schuan,16 de Setembro de 2011

2 comentários:

Expresse sua opnião! Ela é muito importante...